Abeta disponibiliza manual sobre acessibilidade no segmento

A Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura – ABETA, divulga a partir de hoje (11), o 11º Manual de Boas Práticas – Acessibilidade em Ecoturismo e Turismo de Aventura, disponibilizado em versão digital e também em impresso.

Finalizado em dezembro de 2010, o manual tem como objetivo apresentar aos empresários e profissionais do Ecoturismo e do Turismo de Aventura informações e perspectivas sobre a acessibilidade nesses segmentos, oferecendo-lhes condições para tomar decisões sobre como preparar suas empresas e seus produtos para acessar esse mercado.

Veja abaixo um techo da publicação:

A acessibilidade é um tema que está cada vez mais em evidência no Brasil. São notáveis os avanços da legislação específica sobre os direitos das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida na última década e têm crescido os esforços para garantir o acesso dessas pessoas a todos os bens e serviços com segurança e autonomia, em todos os aspectos da vida social. Embora haja ainda muito a ser feito para que a legislação vigente seja de fato implementada,essas mudanças indicam um amadurecimento da sociedade brasileira sobre o tema, além – é claro – de ser o resultado da luta das pessoas com deficiência por seus direitos.

A mudança de comportamento dos turistas, que hoje buscam novas experiências aliadas ao contato com a natureza, fez crescer significativamente a oferta de produtos de Turismo de Aventura e Ecoturismo. Esse aumento, aliado ao crescimento da demanda nacional e internacional por tais experiências, levou o Ministério do Turismo a considerar o Turismo de Aventura um segmento prioritário para investimentos em organização e estruturação da atividade.

Melhorar a qualidade, a segurança e a competitividade dos profissionais e empresas do segmento são os objetivos do Programa Aventura Segura, lançado pelo Ministério do Turismo em parceria institucional do SEBRAE Nacional e executado pela ABETA – Associação Brasileira de Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura.

O Programa abrange um conjunto de ações de fortalecimento institucional, geração e disseminação de conhecimento, qualificação de pessoas e empresas, subsídio à certificação para condutores e empresas e formação de grupos voluntários de busca e salvamento (GVBS), além de iniciativas de fortalecimento da responsabilidade socioambiental e de uma campanha de conscientização do consumidor.



Confira o 11º Manual de Boas Práticas – Acessibilidade em Ecoturismo e Turismo de Aventura no anexo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>