Acordo entre WWF Brasil e ANA conscientiza sobre preservação das águas

Novo acordo de cooperação técnica prevê iniciativas conjuntas, como a criação de uma campanha de comunicação sobre a importância da preservação dos recursos hídricos, a capacitação em gestão de recursos hídricos e a organização de atividades de informação e valorização do tema água e cultura.

 

A Agência Nacional de Águas (ANA) e a organização não governamental WWF-Brasil assinaram ontem um novo Acordo de Cooperação Técnica para ações de capacitação e comunicação na área de recursos hídricos. O objetivo do acordo, que terá vigência de dois anos, é difundir a importância dos recursos hídricos e sua preservação para a sociedade.   

 

O documento será assinado na sede da ANA, em Brasília, pelo diretor-presidente da ANA, José Machado, a secretária geral do WWF-Brasil, Denise Hamú Marcos de La Penha, e a superintendente de desenvolvimento organizacional do WWF-Brasil, Regina Amélia Cavini. Também participam do evento os diretores e superintendentes da Agência e do WWF-Brasil. 

 

O acordo prevê iniciativas, como: a criação de uma campanha nacional de comunicação sobre a importância da preservação dos recursos hídricos; a capacitação em gestão dos recursos hídricos nas bacias dos rios Paraguai e Acre, em parceria com os governos do Mato Grosso do Sul e do Acre; a organização de atividades de informação e valorização do tema água e cultura; e também a elaboração de um seminário para a discussão de temas sobre a gestão dos recursos hídricos e aquáticos no Brasil. 

 

Esta é a segunda parceria entre a ANA e o WWF-Brasil. Em agosto de 2005, as duas entidades assinaram um acordo de cooperação técnica, científica, de capacitação, educação e mobilização social com o objetivo de apoiar a implementação do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (Singreh).

 

Entre algumas das ações da antiga parceria, destaca-se a exposição itinerante “Água para vida, Água para todos”, que mobilizou 60 mil pessoas em nove estados nas cinco regiões brasileiras. Uma pesquisa feita pelo Ibope “Águas Brasil, a visão do brasileiro” para identificar o que o brasileiro pensa e faz para a conservação da água e avaliar o conhecimento sobre o sistema brasileiro de recursos hídricos revelou, por exemplo, um aumento de 74% para 78%, entre 2004 e 2006, no número de pessoas favoráveis à cobrança de uma taxa para quem polui ou desperdiça a água. 

 

Machado demonstra bastante otimismo com o novo acordo com o WWF-Brasil, pois a entidade é a maior do país que atua em frentes para a preservação e conscientização da importância dos recursos hídricos no país. Para ele, o acordo permitirá intensificar as iniciativas de capacitação e conscientização para ampliar o fortalecimento do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos. “Acredito que poderemos ter uma maior mobilização em torno do tema água e sua preservação em várias frentes”. 

 

Para Denise Hamú, a parceria com a ANA é estratégica, considerando que água é um recurso indispensável para o desenvolvimento do país. “Esse novo acordo de cooperação reúne esforços para aprimorar os mecanismos de conservação e gestão de água, por meio do intercâmbio técnico e científico, bem como em ações de mobilização junto à sociedade brasileira”, disse a secretária geral. 


Fonte: Envolverde/ANA

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>