Adventure Sports Fair 2010 espera receber 60 mil visitantes

A Adventure Sports Fair 2010 será realizada entre os dias 23 e 26 de setembro, no Centro de Exposições do Anhembi. É a primeira vez que o maior evento do segmento de esportes e turismo de aventura do país é realizado neste local. De acordo com o presidente da feira, Sérgio Franco, a mudança foi um pedido dos expositores. “O Anhembi é a Meca dos eventos no Brasil e levar a Adventure Sports Fair para lá, agrega muito valor ao evento”, acredita.

A expectativa dos organizadores é de que a feira receba 60 mil visitantes e gere em torno de R$ 90 milhões em negócios. A edição de 2009 recebeu pouco mais de 53 mil pessoas, movimentando cerca de R$ 89 milhões. De acordo com Franco, mais de 90% dos estandes já estão comercializados e a edição 2010 do evento deve contar com aproximadamente 300 expositores.

Entre as novidades deste ano, estão dois eventos paralelos, o Adventure Business e o Abeta Summit. O primeiro, reunirá as principais marcas de equipamentos de esportes de aventura para mostrar as novidades aos lojistas brasileiros. “Esta parte não será aberta ao público. É dedica exclusivamente à comercialização de produtos para lojas e esperamos receber pelo menos 250 visitantes”, disse Franco.

Já o Abeta Summit, irá reunir operadores de turismo da América do Sul, que terão a oportunidade de conhecer os destinos brasileiros de turismo de aventura. A ideia é desenvolver pacotes turísticos para que mais estrangeiros venham ao país em busca deste segmento.

De acordo com Franco, além dos expositores, o evento terá diversas atrações para que o visitante possa experimentar um pouco dos esportes radicais. “É uma ótima oportunidade para quem nunca fez uma viagem de aventura. O publico poderá experimentar algumas modalidades, ter contato e comprar equipamentos, assistir palestras e, por fim, comprar pacotes de viagem”, ressaltou.

Franco destacou ainda que o turismo de aventura é o segmento que mais cresce em todo o mundo. De acordo com ele, no Brasil o crescimento médio é de 20% ao ano. “O governo e as operadoras têm trabalhado para criar pacotes e destinos no entorno das cidades sede da Copa do Mundo de 2014 ligados o turismo de aventura”, contou. “A intenção é que após o evento, o país se torne um dos principais destinos de aventura do mundo”, completou.

Com informações Mercado e Eventos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>