Área do Plante Bonito é vistoriada pelo IASB

No dia 20 de fevereiro a equipe do IASB – Instituto das Águas da Serra da Bodoquena – realizou uma vistoria no Parque Ecológico Rio Formoso em Bonito (MS) para avaliação da área em recuperação pelo Programa Plante Bonito. Na ocasião foram conferidas todas as mudas plantadas na área, visando quantificar as mudas mortas. Além disso, buscou-se medir as mudas com maior e menor porte para identificação da espécie mais adaptada ao local.

Das 800 (oitocentas) mudas plantadas, 54 (cinqüenta e quatro) foram encontradas mortas. Observou-se que algumas destas mudas foram “cortadas”. A equipe técnica acredita que isto ocorreu durante a limpeza da área. Como o capim braquiária estava muito adensado, a equipe de manutenção, formada pelos funcionários do atrativo, teve dificuldades de visualizar as mudas. Outro fator que justifica a mortalidade destas mudas é a predação por animais silvestres. De acordo com os funcionários do local, é comum avistarem capivaras freqüentando a área.

Em relação às mudas sobreviventes, os técnicos verificaram um tímido crescimento das mesmas. Algumas apresentam perda foliar, estando em processo de rebrota. Outras estagnaram seu crescimento, como se estivessem em estado de dormência. Essa é uma característica que vem sendo observada em mudas plantadas em outras áreas, o que pode indicar um processo de adaptação ao local.

Espécies como a Embaúba, Figueira, Manduvi, Piúva, Caroba e Pororoca encontram-se com uma altura que as destaca das demais, onde a mais alta está com 60 cm. Já espécies como o Seputá, Jatobá-mirim, Ingá, Jaracatiá e Cedro apresentam praticamente a mesma altura de quando foram plantados, variando em torno de 10 cm.

Para maiores informações sobre o Plante Bonito acesse o site: http://www.iasb.org.br/

Fonte: IASB

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>