Assessores de imprensa visitam projeto em Bonito

No dia 04 de abril, a unidade demonstrativa do projeto “Sistemas Agroflorestais – SAF”, localizada na Fazenda Estância Mimosa, recebeu a visita do grupo de comunicação do Projeto GEF Rio Formoso. Este grupo, formado por jornalistas das instituições parceiras do GEF, como a Embrapa (Solos, Pantanal, Gado de Corte e Agropecuária Oeste), Fundação Cândido Rondon e Conservação Internacional, percorreu a área onde está sendo implantando o sistema agroflorestal, executado pelo IASB com o patrocínio do Programa PDA Mata Atlântica. Na ocasião, foi apresentada a ONG e os demais projetos desenvolvidos pela instituição, além disso, os jornalistas tiveram uma “aula” sobre SAF, podendo esclarecer dúvidas e entender na prática o funcionamento do sistema.

O projeto

O Projeto “Sistemas Agroflorestais como alternativa de recuperação de matas ciliares e geração de renda em pequenas propriedades no rio Mimoso, Bonito/MS” trata da utilização dos sistemas agroflorestais como forma alternativa de recuperação de matas ciliares, visando à diminuição da pressão sobre os remanescentes de florestas nativas e a diversificação das fontes de renda para os produtores rurais. Esta proposta foi elaborada devido à precária situação que se encontram alguns rios e córregos da região, em especial o rio Mimoso e, pela falta de recursos financeiros que alguns proprietários se encontram, principalmente os pequenos, para investir na recuperação dessas áreas através do modelo convencional e oneroso mais utilizado, que é o plantio de mudas. Aliado a isso, também surgiu a necessidade de disseminar uma atividade potencialmente geradora de renda para evitar o desmatamento de novas áreas para plantio.

Trata-se de um projeto demonstrativo que trabalhará com 01 unidade piloto localizada na porção média do rio Mimoso (rio que vem sofrendo diferentes graus de perturbação), procurando disseminar uma técnica de recuperação eficiente ecologicamente e de baixo custo. O estímulo para a implantação deste sistema em demais propriedades será através de cursos e dias de campo, além de visitas técnicas que visarão mobilizar e selecionar os produtores interessados em aderir ao projeto, recuperando mais áreas de matas ciliares, aumentar a produtividade das propriedades, diminuindo a pressão sobre as matas ciliares.

Espera-se que seja abrangido mais de 50% de proprietários da região e cerca de 20 feirantes através dos cursos e, com um resultado positivo, onde os sistemas agroflorestais se mostrem viáveis e mais baratos, as demais 125 propriedades da micro-bacia do rio Mimoso possam acreditar no projeto, aderindo ao modelo de recuperação, implantando-o e, se tornando um multiplicador das práticas conservacionistas incentivadas pelo projeto.

O projeto está sendo executado em parceria com a AGRAER, Projeto GEF Rio Formoso, IBAMA – Escritório Parque Nacional da Serra da Bodoquena, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Sindicato Rural de Bonito e Departamento de Vigilância Sanitária.

Fonte: IASB

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>