Atrativos de Jardim são destaques em revista sobre mergulho

A Revista Mergulho nº 169, traz uma reportagem especial sobre os encantos dos atrativos ecoturísticos de Jardim (MS), Recanto Ecológico Rio da Prata e a Lagoa Misteriosa.

Vizinha da cidade de Bonito, Jardim possui também uma grande diversidade de belezas naturais. Por esse motivo, o fotógrafo Ivan Cavas esteve novamente no município para conhecer suas atrações e atividades como flutuação, mergulho scuba e observação de fauna e flora local para repassar importantes informações aos turistas que procuram por um roteiro que pode ser realizado em um período menor de tempo.

Confira abaixo alguns trechos da matéria:

“As principais atrações de Jardim estão localizadas na BR-267, indo-se na direção de Bonito. O Recanto Rio da Prata, que oferece inúmeras atrações em um mesmo local, o famoso Buraco das Araras e o Balneário Municipal, formam um roteiro ideal para uma estadia de curta duração, ou pode ser uma ótima esticada de um roteiro iniciado em Bonito”…

“O Recanto do Rio da Prata oferece a atividade de mergulho autônomo conduzida pela equipe da Caiman Scuba, tendo à frente o instrutor João, um cara muito boa praça, mergulhador de primeira e sempre disposto a agradar os clientes. Os equipamentos são novos em folha e de bons fabricantes. O percurso é realizado no Rio da Prata, no mesmo trecho que finaliza a flutuação, porém debaixo d`água a perspectiva é completamente diferente. São 600 m de deslocamento a uma profundidade máxima de 7 m e que leva cerca de 50 minutos para ser percorrido, onde são vistas as mesmas espécies de peixe que no Olho D`Água…O que mais me chama a atenção no mergulho no Rio da Prata são as paisagens subaquáticas!”

“A imersão na Lagoa Misteriosa é uma experiência única. A primeira palavra que eu disse ao colocar a cara na água é impublicável! Para minha surpresa os que me acompanhavam nesse momento tiveram a mesma reação. É difícil expressar em palavras ou fotos o que se vê na Lagoa Misteriosa, algo semelhante ao que se sente no Abismo Anhumas, em Bonito. A cristalinidade da água é tão grande, que se traduz em uma visibilidade que supera os 40 m no período do inverno. A incidência de raios solares mesmo em baixas profundidades é um espetáculo indescritível. Aos 30 m de profundidade quando se olha para cima vê-se nitidamente a floresta e quem porventura esteja flutuando na superfície. Atualmente fechada para visitação, pela sua beleza e perfil, quando novamente liberada para exploração turística regular será uma atração para grande  variedade de públicos, já que existem projetos de realização de snorkeling, mergulho autônomo, mergulho técnico, contemplação, tirolesa e arborismo”.

Veja a reportagem na íntegra no anexo!

Por Carla Layane

Com informações Ivan Cavas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>