Aumenta o número de onças em Campo Grande

O Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) de Campo Grande (MS) encontra-se superlotado. Com isso, medidas emergenciais tiveram que ser tomadas para conseguir abrigar todos os animais acolhidos. Atualmente, são 12 onças que encontram-se em reabilitação no Centro, sendo 11 pardas e apenas uma pintada.

O problema é que, com relação as da mesma espécie, apenas um macho e uma fêmea podem permanecer juntos. E das 11 pardas, apenas uma é fêmea, o que exige mais 10 espaços para abrigar a todas. A solução para a falta de espaço foi dar ao Cras dois novos ambientes para onças. No presente momento, só resta mais um espaço para machos desta espécie no Cras.

De acordo com Elson Borges, biólogo diretor do Cras, alguns animais precisam passar por readaptação para que possam ser soltos novamente no habitat natural. Mas só isto acontece quando os animais entram na idade adulta – e a maioria das abrigadas agora são filhotes. A onça mais velha do Cras tem 9 anos e a mais nova tem 7 meses.

Urgência – Para instalar as onças em excesso, o Cras teve de recuperar uma área doada a Polícia para construir dois alojamentos para felinos de grande porte. O prazo para o término da obra é de 90 dias.

Por Bárbara Borges
Com informações MS Notícias





Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>