Aumento do fluxo de visitantes com a pavimentação da rodovia MS-178

A pavimentação da rodovia MS-178, que teve o início autorizado nesta sexta-feira (20), abre perspectiva de crescimento em um negócio que já faz da região um pólo reconhecido e muito procurado por turistas do Brasil e do exterior. Além da comodidade para aproveitar os atrativos da própria região da Serra da Bodoquena, o trade acredita no aumento do fluxo de visitantes, que poderão agregar roteiros diferentes.

Essa é a avaliação do empresário Eduardo Folley Coelho, que através do Recanto Ecológico Rio da Prata e Estância Mimosa Ecoturismo oferece aos visitantes oportunidade de vivenciar as maravilhas naturais de Bonito, Jardim e região. “A rodovia pavimentada vai facilitar muito as idas aos passeios, permitindo que o turista aproveite, mas esteja descansado”, ele diz, enumerando ao menos cinco pontos de atração na rota da estrada. Até os custos poderão ter impacto positivo, já que o tráfego das vans, muito usadas no transfer nesse meio trocará o piso de terra por asfalto. “É certo que os carros vão ser mais conservados, vão quebrar menos e isso vai diminuir os custos e dar mais qualidade na viagem. Os motoristas esperavam ansiosos há muito tempo por esse asfalto”, conta o empresário.

Folley vislumbra também que sua região deverá passar a receber um número maior de visitantes vindos de roteiros no Pantanal, com a ligação asfaltada funcionando como um chamariz para quem está na região de Miranda. “Agora vamos ter uma ligação Bonito-Pantanal. Antes de ir para algum desses lugares, sabendo que tem asfalto, o turista pode programar uma viagem maior, em vez de uma semana, ficar 15 dias, por exemplo”. Com a experiência de anos descortinando as maravilhas sul-mato-grossenses aos visitantes, ele já sabe até como tornar o convite irresistível. “O visitante vai ao Pantanal pra ver a maravilha da fauna, depois vem aqui, e se refresca nessas águas. São belezas cênicas diferentes, que se juntam”.

Para quem trabalha com agricultura e pecuária, como o produtor Nercy Soares dos Santos, a pavimentação agrega valor ao trabalho. Criador de gado e plantador de soja e milho, ele tem na MS-178 um ponto de passagem quando compra bovinos da região do Pantanal.

Há 30 anos em Bonito, o agropecuarista já viu sucessivas tentativas de fazer sair do papel o projeto do asfaltamento. “Toda vez era promessa, agora está saindo”, comemora. Nercy Santos é orgulhoso da qualidade do que produz, conta que a fazenda de milho já ganhou prêmios estadual e nacional de produtividade, embora tradicionalmente essa região não seja dos mais conhecidos bolsões produtivos de Mato Grosso do Sul. “A fazenda é importante, temos bom solo, um bom clima. E agora tem estrada”.

Fonte: Fundtur / MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>