Aventura Segura – Uma prioridade do Ministério do Turismo

O ministro do Turismo, Luiz Barretto, recebeu na tarde desta quarta-feira (12) o presidente da Associação Brasileira das Empresas de Turismo de Aventura (ABETA), Jean Claude Razel, e o diretor executivo da entidade, Gustavo Timo. Os representantes da ABETA entregaram oficialmente um relatório sobre as ações realizadas pelo Programa Aventura Segura. “Venho acompanhando o trabalho e sei que o saldo tem sido excelente”, elogiou o ministro.

Parceria entre o Ministério do Turismo, o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), o Aventura Segura reúne um conjunto de ações para qualificar e formar de grupos voluntários em busca e salvamento (GVBS). Seu objetivo é fortalecer e estruturar o segmento do turismo de aventura com qualidade, sustentabilidade e segurança. Realizado desde 2006, o programa trabalha com a disseminação de conhecimento e é responsável por certificar os participantes.

Em quase dois anos de atividade, o Programa Aventura Segura já conta com a participação de 20 estados, 215 entidades associadas, mais de 2.300 pessoas qualificadas, além 4.000 pessoas e 250 empresas que participaram das ações.

Durante a reunião foram discutidas outras pautas de promoção do segmento de turismo de aventura e a participação da ABETA no Programa Turismo nos Parques, uma parceria entre os Ministérios do Turismo e do Meio Ambiente.

Lançado em setembro deste ano, o Turismo nos Parques tem investimentos de R$ 28 milhões e vai otimizar esforços e recursos para estruturar e proteger os parques de conservação ambiental brasileiras, para transformá-las em grandes atrações dos roteiros de ecoturismo.

O ministro do Turismo ressaltou que o estímulo ao turismo aliado à defesa do meio ambiente fará girar a economia das regiões que abrigam os parques. “O alinhamento de ações prioritárias dos dois ministérios resultará em natureza mais protegida, turismo mais fortalecido e economia mais movimentada. Paralelamente ao aumento do número de visitantes nos parques, o plano tem o objetivo de incrementar a geração de emprego e renda nas atividades econômicas ligadas direta e indiretamente ao Turismo”, analisou Barretto.

Em junho deste ano foi lançada, durante o Salão do Turismo, a Campanha do Consumo Consciente de Turismo de Aventura, mais uma ação do projeto Aventura Segura. A iniciativa surgiu com o objetivo de orientar diversos públicos (consumidor, poder público, agências de viagens, operadoras de turismo, guias e condutores e imprensa) na escolha de serviços de ecoturismo, turismo de aventura e natureza. Entre as ações da campanha estão a elaboração de uma cartilha e a distribuição de brindes com os 10 mandamentos do turista de aventura consciente. A conscientização do consumidor é fundamental para potencializar o mercado de aventura. A mobilização é uma iniciativa da ABETA em parceria com o Ministério do Turismo, com apoio institucional do Sebrae Nacional.

Fonte: Ministério do Turismo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *