Bonito MS – PMA conclui curso de taxidermia e empalha 20 animais

A Polícia Militar Ambiental concluiu neste sábado (9) a terceira fase do curso de taxidermia (empalhar) de animais silvestres. O curso visa a preparar os policiais para aproveitamento de animais atropelados, ou que morrem no Centro de Reabilitação de Animais Silvestres, fazendo taxidermia e os utilizando em oficinas de educação ambiental, em especial em escolas públicas e privadas, para discutir os problemas relacionados à fauna.

O material deste curso será para constituir o museu de Educação Ambiental da Polícia Militar Ambiental de Bonito. A idéia deste tipo de trabalho é montar museus itinerantes de educação ambiental para ter um atrativo às crianças e adolescentes para discutir as razões que levaram àqueles animais a estarem mortos. Trata-se de uma forma bastante didática, que tem fundamentado e tornado os trabalhos na área de Educação da Polícia Militar Ambiental bastante requisitados, até porque, o museu itinerante é somente uma das oficinas utilizadas nos trabalhos. Também há oficina de reciclagem, do ciclo da água, a casinha da energia, bem como o teatro de fantoches.

Participaram do curso: 03 Policiais Ambientais do Amapá e 10 policiais ambientais de MS. Os policiais do Amapá participam do terceiro curso e apreenderão a taxidermia para constituir museus para fazerem Educação Ambiental em seu Estado, nos moldes, que é trabalhada em Mato Grosso do Sul. Eles ainda participarão do curso de peixes em junho deste ano em Dourados, completando o aprendizado em aves, répteis mamíferos e peixes.

O curso foi realizado no quartel da PMA de Bonito e teve duração de 50 horas (uma semana). Este é primeiro curso deste ano e o terceiro curso de Taxidermia de Animais Silvestres do ciclo, que envolverá aves, répteis, mamíferos e peixes. Os anteriores foram realizados para a formação do museu de Educação Ambiental das Subunidades da PMA de Corumbá e Aquidauana, quando foram montados 80 animais silvestres. Tais animais já estão sendo utilizados nos trabalhos de Educação Ambiental.

Neste curso foram montados 20 animais das espécies capivara, onça-parda, jaquatirica, quati, lobinho, cutia, preá, sucuri, jacaré, veado, tatu-galinha, tatu-peba, tamanduá-bandeira, tamanduá-mirim, entre outros.

O curso é ministrado pelos Policiais Militares Ambientais (taxidermistas) Gláucio Mendes de Souza (Biólogo), Vilson da Silva Souza (estudante de Biologia) e Claudeir Mikoleite (Gestor Ambiental).

Informações Da Assessoria/VS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>