Bonito oferece opções para diferentes bolsos e gostos

Para um fim de semana prolongado com a família, Bonito sempre é uma excelente opção. Com a baixa temporada, que começa agora e vai até o início de julho, os atrativos oferecem preços bem acessíveis nesta época do ano, com descontos que variam de 25% a 30% com relação à alta temporada.

Em dois dias, incluindo passeio aventura para as crianças e adultos em bóia-cross, banho de rio em águas cristalinas em balneários da cidade, por exemplo, cada visitante vai gastar no máximo 90 reais. De quebra, incluído neste valor, o turista pode ir a cidade vizinha de Jardim e visitar o Buraco das Araras. O valor é específico para os passeios, não incluindo hospedagem.

Mas se a opção é um fim de semana com gostinho de segunda lua-de-mel, os hotéis e atrativos turísticos da cidade oferecem opções e comodidade que vão dos vinhos importados a mergulhos autônomos em cavernas, rios e lagos.

Aventura ou tranqüilidade, luxo ou simplicidade, Bonito é o endereço certo para quem quer transformar um fim de semana em um período de descanso sozinho ou acompanhado, com a família ou amigos.

Pé na estrada – Ficou na lembrança o tempo em que colocar uma mochila nas costas e se aventurar em estradas de terra até Bonito era a melhor opção de lazer para o fim de semana prolongado.

A cidade não perdeu o perfil para atender o aventureiro, mas oferece agora aspectos mais profissionais. As características de aventura, aliadas às belezas naturais, com responsabilidade ambiental, são itens que atraem turistas, inclusive os mochileiros do Brasil e de outros países.

Nos últimos dez anos o município encontrou no desenvolvimento sustentável uma grande possibilidade de mercado. Agora é referência mundial em ecoturismo, com um mercado que gera empregos para quem antes vivia apenas da pecuária de corte ou dos serviços públicos e comércio. O município está preparado para receber famílias inteiras, grupos de amigos, casais apaixonados e jovens em busca de aventuras nos paraísos ecológicos.

As distâncias são as mesmas daquele período das estradas de terra e ônibus lotados e lentos. Mas a diferença atualmente é que saindo de Campo Grande, por exemplo, o turista tem a opção de viajar tranqüilo, por rodovias bem sinalizadas e de boa qualidade.

Seguindo por Sidrolândia, descendo a Serra de Maracaju, o viajante chega até Guia Lopes da Laguna e pela rodovia estadual MS-382 o destino é Bonito em três horas e meia de carro. Consulte preços e atrativos em Bonito no site www.atratur.com.br.

Fonte: O Radical

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>