Bonito será cidade piloto na inclusão digital com a REID



O Ministério da Integração Nacional, através da Secretaria de Desenvolvimento do Centro Oeste (SCO/MI) e o governo estadual, em parceria com os setores privados, como Sebrae, Federação das Indústrias do Estado (Fiems) e Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), universidades e demais organizações multisetoriais, estão trabalhando na implantação da Rede Estadual de Inclusão Digital no Mato Grosso do Sul (Reid/MS) – que visa promover o desenvolvimento econômico, social e tecnológico no Estado.

O primeiro seminário de “Inclusão Digital – Programa Cidades Digitais”, promovido pela SCO/MI e o governo estadual, por intermédio da Secretaria de Meio Ambiente, das Cidades, da Ciência e Tecnologia (Semac), reunindo as demais entidades envolvidas e o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (ILCA no Brasil), foi realizado nos dias 11 e 12 de novembro de 2008, na Capital.

O evento teve participação de dezesseis órgãos federais além da sociedade civil, incluindo as câmaras setoriais do Estado. Durante o seminário foram discutidas temáticas sobre a importância da inclusão digital, bem como, a necessidade de universalização no acesso e capacitação no uso intensivo das novas tecnologias de informação, em especial no que se refere à Internet em Banda Larga, como instrumento de desenvolvimento econômico através do setor privado, aumentando a eficiência do setor público, e ainda visando maior inserção social e econômica da população sul-matogrossense.

A meta agora é criar o Núcleo Estadual de Inclusão Digital (NEID), que está sendo estruturado pela Semac, por intermédio da Superintendência Estadual de Ciência e Tecnologia (Sucitec).

Segundo a Sucitec a sede do NEID estava estruturada para funcionar no prédio do Sebrae/MS, em Campo Grande (MS). “Porém, uma equipe técnica está estudando um local para o funcionamento do Núcleo, que tem previsão para entrar em atividade ainda em janeiro de 2009″, segundo Cristiane de Castilho Merichi, assessora técnica da Sucitec. Também está sendo viabilizado o funcionamento de um escritório virtual da Rede Estadual de Inclusão Digital (REID/MS), no Estado, através do portal www.reid.ms.gov.br – que deverá ir ao ar no início de deste ano.

O consultor e gerente de projetos da Rede Estadual de Inclusão Digital, da SCO/MI, Zenon Lopes Rodrigues, explica que em Mato Grosso do Sul dezesseis municípios já estão desenvolvendo projetos de implantações de Cidades Digitais, como por exemplo, a implantação de Telecentros, via Internet.

Cidade piloto

Com a expectativa de que Mato Grosso do Sul possa se tornar referência em inclusão digital no Brasil até 2010, Bonito foi escolhido como município piloto para o primeiro projeto da REID no Estado. “O nosso objetivo é incluir todos os municípios. Bonito é uma cidade símbolo no Estado devido às características de turismo. Fora do País as pessoas conhecem Bonito. Ela já está com o projeto em andamento”, disse Zenon.

Segundo ele, a Prefeitura de Campo Grande possui uma infra-estrutura ímpar no Brasil. “A Prefeitura já tem toda uma estrutura de fibra óptica, rádio, entre outras, que poucas cidades no país têm. Então ela foi o primeiro contato nosso. Em seguida entrou em contato conosco a prefeitura de Caarapó. Já estou com uma cópia do ante-projeto deles”.

Na opinião de Zenon Rodrigues, havia a necessidade de criar uma solução para os problemas da exclusão ou da sub-utilização das novas tecnologias de informação e comunicação, na sociedade como um todo. Segundo ele, só os governos (federal, estadual e municipal), individualmente, não dão conta de resolver os problemas. As empresas de telecomunicações, também individualmente, não conseguiram resolver esse problema.

“A solução foi modelada para criação de uma Rede para que toda sociedade tomasse consciência dos benefícios, das oportunidades e da necessidade da inclusão digital. Para que juntos possamos construir uma solução no sentido de transformar o Estado de Mato Grosso do Sul, em termos de desenvolvimento econômico, a partir do desenvolvimento tecnológico, da utilização dessas novas tecnologias de informação, em especial no que se refere à Internet em Banda Larga de qualidade para todos os seguimentos da sociedade” disse Zenon.

REID/MS

De acordo com o gerente de projeto da REID/MS, a realização do primeiro seminário de Inclusão Digital foi para concluir a etapa do processo de implantação da REID. “Ela iniciou há cerca de seis meses, na Secretaria de Desenvolvimento do Centro Oeste, do Ministério da Integração, a partir da percepção de que o estado de Mato Grosso do Sul estava com baixos índices de inclusão digital. A Rede foi lançada oficialmente no seminário. E a gente trabalhou esse seminário no sentido de levar informações a respeito dos programas que existem nos diversos ministérios à população sul-matogrossense”.

Zenon também explicou que a REID, na realidade, já está em fase final de montagem. Segundo ele, é uma rede multi-setorial, incluindo os governos federal, estadual, municipal e a sociedade civil envolvendo a utilização de todos os recursos de tecnologias de informações, para todos os seguimentos da sociedade. Ressalta-se que a REID não é direcionada apenas para a população carente, mas também para a inserção das pequenas, médias e grandes empresas.

“As novas tecnologias de informação são ferramentas indispensáveis hoje para qualquer pessoa se colocar no mercado de trabalho. Todos os agentes que nós queríamos que tomassem conhecimento estiveram presentes no seminário. A receptividade foi total. O retorno que nós tivemos é perceptivo, na medida que todos que tiveram lá estão ligando querendo mais informações. Querendo saber como é que encaminha o projeto. É através do portal que esse processo vai começar a ser operacionalizado em breve”, informou Zenon.

Fonte: Notícias MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>