Chuvas no Pantanal já superam média histórica

As chuvas registradas na região do Pantanal entre outubro de 2007 (quando começa o período chuvoso) e 21 de fevereiro já superam a média histórica para a temporada.

Segundo informações da meteorologista Balbina Soriano, pesquisadora da Embrapa Pantanal, (Corumbá-MS), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, na região do Pantanal da Nhecolândia já choveu 7% a mais do que a média histórica e em Corumbá, 3% a mais. Ela lembra que o período chuvoso começou em outubro e vai até março.

De acordo com Balbina, essas chuvas seriam melhores aproveitadas se ocorressem de maneira  uniforme. “Estão ocorrendo pancadas de chuvas concentradas em determinados momentos. Depois passamos alguns dias sem chuvas”, afirmou.

Essa distribuição não regular dificulta a infiltração da água no solo, provocando enxurradas e favorecendo processos de erosão, entre outros efeitos.

A meteorologista explicou também que é comum haver essa variação no total  de chuvas entre as diferentes regiões do Pantanal, que ocupa uma extensão de 138 mil km².

Como exemplo do alto volume pluviométrico, Balbina disse que em janeiro choveu na fazenda Nhumirim onde a Embrapa Pantanal mantém uma estação meteorológica 393,2 mm. “O esperado pela média histórica era 196 mm”, falou a pesquisadora.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>