Conheça Henrique Naufal – Projeto Jiboia

Quando se pensa em Bonito (MS) as primeiras imagens que vem à cabeça são águas cristalinas, cachoeiras paradisíacas, peixes em abundância, entre outros aspectos que remetem à natureza. Entretanto poucas pessoas imaginam que no destino de ecoturismo elas terão a oportunidade de ficarem tão próximas às jiboias e outras serpentes – animais considerados por muitos, devido à falta de conhecimento, perigosos.

Para desmistificar esse assunto, a coluna Quem Faz Bonito apresenta hoje (6) o paulista formado em Técnico em Mecânica de motocicleta, pela American Motorcycle Institute, Henrique Peres Naufal, que reside em Bonito desde 2004. Sua mudança para o destino foi motivada pela oportunidade de trabalho, atuando como intérprete da língua inglesa nas atividades turísticas da região.

Porém os ofídios despertavam a atenção e interesse de Henrique. Antecedendo sua mudança para Bonito, morou também em Miranda, na qual teve a ideia de trabalhar com a exposição de cobras, como a jiboia, para o público, com o intuito de passar informações sobre a espécie e mostrar que elas não são tão nocivas como diziam por aí.

Após reunir conhecimento, experiências profissionais e de compartilhar informações sobre a importância das serpentes no ambiente natural, Henrique abriu em Bonito, o atrativo turístico urbano – Projeto Jiboia. “O Projeto nasceu com o objetivo de evitar a matança indiscriminada de serpentes no ambiente natural através das informações por mim repassadas e também oferecer a oportunidade do público ter um maior contato com elas”, diz.

Mas como todo início de empreendimento é um tanto conturbado, com o Projeto Jiboia não foi diferente, principalmente pelo preconceito já existente contra os animais. “Foi difícil. Até porque, poucas pessoas gostam de serpentes. O formato do Projeto Jiboia como atrativo turístico era muito novo para todos, mas com o passar do tempo elas foram entendendo e reconhecendo meu trabalho”, afirma.

No início, para apresentar seu trabalho, Henrique havia alugado um pequeno espaço. Atualmente o Projeto Jiboia possui sede própria, cedido pelo irmão de Henrique, conta com um amplo espaço de visitação, auditório para mais de 100 pessoas e possui 15 jiboias e duas Pythons.

A satisfação do empresário é obtida quando turistas visitam seu atrativo e mudam completamente o conceito sobre os animais. “Muitos dos visitantes que já passaram por aqui já chegam falando: Ai, que bicho nojento, eu é que não vou por a mão. Porém, após a apresentação mudam completamente o discurso dizendo: Nossa, como são limpas. Que legal, não fazia ideia de como a pele desse bicho é gostosa -, e é quando estes comentários acontecem que vale realmente a pena estar aqui”.

Henrique leva o formato do Projeto Jiboia para outras regiões a fim de expandir a desmistificação das serpentes. Entre as diversas participações em eventos ele cita algumas consideradas, por ele, mais importantes. “Duas participações foram muito relevantes, não só para o Projeto Jiboia, mas também para a divulgação do destino Bonito… A primeira participação foi através de um convite do Lawrence Whaba para apresentar o Projeto Jiboia no Domingão do Faustão, e a segunda participação foi um convite da Secretaria de Turismo de Bonito para levar o Projeto ao Salão de Turismo em 2009, no qual uma de nossas serpentes foi eleita a mascote oficial do evento”.

Quando visitar Bonito e região não deixem de conhecer o Projeto Jiboia e descobrir as peculiaridades da espécie. Ele está aberto diariamente para visitação, sempre às 19 horas (pontualmente), e no final da apresentação é possível tirar fotos com a cobra no pescoço (literalmente). O valor da entrada é R$ 20,00 (vinte reais), crianças de 5 a 11 anos pagam R$ 15,00 (quinze reais) e menores de 4 anos não pagam.

Conheça um pouco mais sobre nosso entrevistado de hoje na coluna “Quem Faz Bonito”:

Te Chamam de: O homem da cobra

Nasceu em: 5 de abril de 1966, em Taubaté (SP)

Signo: Áries

O que comeria todos os dias: Carne

Na sua cabeceira tem: Bagunça

Não sai de casa sem: Celular

Adora ouvir: Depende do dia

Gosta de assistir: Notícia

O que te inspira: A vida

Não vive sem: Desafio

Simplesmente inesquecível: Conhecer culturas diferentes, pessoas…

Lazer: Meu trabalho

Melhor lugar que visitou: Essa é difícil…

Qual lugar gostaria de visitar: Morar na França e aprender francês

Qual foi uma experiência marcante que já vivenciou na natureza: Nadar com uma Sucuri, durante um passeio de flutuação quando trabalhei como intérprete

O que faz por Bonito: Um Mapa Turistico da região e atendimento gratuito da população local e com as escolas de Bonito no Projeto Jiboia

Bonito para você é: Minha casa!

Saiba mais sobre o trabalho de Henrique no site: www.projetojiboia.com.br e www.fuivipeguei.blogspot.com 

Até a próxima semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>