Conheça Tietta Pivatto

Pelo menos para nós, sul-mato-grossesnses, basta por o pé para fora de casa que já temos a oportunidade de avistar diferentes espécies de aves que compõem o céu de nosso estado e são as responsáveis por alegrar nosso dia com seus variados sons.Toda essa diversidade pode ser considerado alguns dos motivos que transformam turistas em Observadores de Aves – movidos pela paixão e curiosidade sobre elas.

Para falar um pouco mais sobre essa atividade, a Coluna Quem Faz Bonito apresenta Maria Antonietta Castro Pivatto, mais conhecida como Tietta Pivatto, Bióloga e Guia de Turismo Regional Especializada em Atrativos Naturais, Mestre em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional, que atua também como Consultora em Ecoturismo e Meio Ambiente, além de ser Instrutora em cursos de Observação de Vida Selvagem, especializada em Aves.

O envolvimento das aves na vida de Tietta teve início em outro estado brasileiro. “Quando estava em São Paulo eu tinha atenção especial para elas durante os trabalhos com alunos das viagens de estudo de meio. O interesse cresceu no Pantanal e, ao vir para Bonito, o lazer passou a ser fonte de renda, visto que durante os trabalhos de consultoria eu acabei me especializando na identificação delas para os relatórios técnicos. Juntar a ciência com o turismo de observação de aves, foi fácil, sendo que este também foi o tema do meu Mestrado, defendido na UNIDERP em 2006″.

Tietta mudou-se para Bonito (MS) em 1999. Trabalhava anteriormente como guia de turismo na capital paulista, motivo pelo qual foi para o Pantanal e exerceu a função por um ano. “Me apaixonei pela região, então foi caminho natural vir para Bonito, cujo turismo já estava despontando nacionalmente”, afirma.

De acordo com a Bióloga, Bonito possui um grande potencial para a Observação de Aves. “Aqui existem espécies do Cerrado, Chaco, Pantanal e até Mata Atlântica. O público brasileiro de observadores de aves tem muito a aproveitar por aqui, visto que nossos cenários facilitam a observação e as boas fotografias”.

Entretanto Tietta ressalta que não basta apenas ter esse potencial. É necessário que empresários e guias de turismo estejam preparados e capacitados para atender o público que visitam o destino na ânsia de conseguir bons registros. “Eu e Daniel De Granville, meu marido e sócio, ministramos um curso para esses profissionais em 2008 e outro este ano para os guias do Pantanal, na tentativa de aumentar o interesse local e também prepará-los para os futuros observadores. Agora estamos tentanto colher estes frutos!”.

Entre tantas espécies existentes na região da Serra da Bodoquena, Tietta diz que as espécies mais avistadas são “araras-vermelhas, udu-de-coroa-azul (nossa ave-símbolo em Bonito), seriema e muitos papagaios, periquitos, pica-paus, gaviões e outras. Temos quase 400 espécies só no Planalto da Bodoquena. Só no meu quintal eu já registrei mais de 90 espécies!”, que sorte a sua hein Tietta!

Na maioria dos atrativos de Bonito e região é possível praticar a observação de aves. Porém existem alguns que estão se preparando para oferecer um roteiro especial para o público que pratica a atividade. São eles: Buraco das Araras, Hotel Cabanas, Estância Mimosa Ecoturismo, Recanto Ecológico Rio da Prata, Boca da Onça Ecotur e o Hotel Águas de Bonito.”Sei de outros também que estão começando a se preparar, então em breve teremos várias opções”, diz.

Toda a experiência de Tietta pode ser conhecida no Bonito Birdwatching, um Blog destinado a sustentabilidade, no qual ela faz relato de todas as suas atividades. Pelo excelente conteúdo concorre novamente neste ano ao Prêmio Top Blog, um dos mais importantes prêmios para blogs no Brasil. Vale ressaltar que o Blog Bonito Birdwatching conquistou os títulos em 2009 e 2010. “Para mim o mais importante não é nem o prêmio em si, mas sim poder divulgar a observação de aves e claro, nossa região”, conclui Tietta.

Antes de dar início a nossa “Entrevista  Rapidinha”, Tietta Pivatto deixa uma mensagem para todos que praticam a observação de aves ou querem iniciar: “Acho que todo mundo que se encanta com a melodia do canto das aves ou o colorido delas já é um observador. Daí para se interessar em saber seus nomes, sua história natural e querer protegê-las, porém em liberdade, é um passo simples. Simples, porém muito importante por contribuir com a conservação das aves em liberdade nestes tempos de tantos desmatamentos. Nossa região é privilegiada por ter tantas belezas, então estamos no lugar certo para a atividade, não apenas para os observadores, mas para quem quer começar. Basta olhar para os lados e lá tem um passarinho, rs…”

Saiba mais sobre Tietta Pivatto:

Te Chamam de: Tietta

Nasceu em: 13/12/1971

Signo: Sagitário, ascendente em Áries

Comeria todos os dias: Queijos e chocolate, claro…

Na sua cabeceira tem: Livros

Não sai de casa sem: Uma garrafinha de água. Para estar sempre hidratada e não correr o risco de ter que comprar outra descartável…

Adora ouvir: Canto de passarinho, rs… Mas também música boa e de qualidade, MPB por exemplo.

Gosta de assistir: Filmes, mas daqueles que fazem a gente pensar. Algumas séries e documentários históricos e de natureza. E claro, um pouco de novela também…

O que te inspira: A natureza. Um grão de areia tem tanta história, imagine todo o resto…

Não vive sem: Informação. Adoro aprender. Sempre estou procurando novidades, seja na internet, livros, revistas, conversas, cursos…

Simplesmente inesquecível: minha ida ao Pantanal para trabalhar em dezembro de 1997. Mudou minha vida profissional, meu modo de ver o mundo e claro, foi lá que “achei” o Daniel, meu marido…

Lazer: amigos, com eles tudo é ótimo. Mas também um descanso doméstico, já que vivo viajando a trabalho. Tem horas que ficar em casa é tudo de bom!!

Melhor lugar que visitou: Devido à minha profissão eu já visitei lugares incríveis, mas perdi o fôlego na Patagônia. Não tem como descrever a beleza natural e cultural daquela região.

Qual lugar gostaria de visitar: Vários.. Quero conhecer a paisagem da Caatinga, África, mais da América Latina e Nova Zelândia.

Qual foi uma experiência marcante que já vivenciou na natureza: Acho que de todas, a mais especial foi ter dado carne na boca de um lobo-guará em Minas Gerais. Ele olhou profundamente nos meus olhos antes de pegar, o que me conectou com a natureza de uma forma inexplicável. Outra grande experiência foi a primeira onça-pintada que vi no Pantanal, no rio Cuiabá. A primeira onça a gente nunca esquece! E claro, cada espécie nova de passarinho é uma alegria nova pra mim!

O que faz por Bonito: gostaria de contribuir mais, mas por enquanto tento participar de algumas ações do IASB (Instituto das Águas da Serra da Bodoquena), separo todo meu lixo para reciclagem e levo para a Brazil Bonito. Sempre que possível participo de reuniões de interesse local, divulgo observação de aves e as belezas naturais através do meu blog. E sempre que viajo, viro embaixadora de nossa região!

Bonito para você é: Minha casa

Saiba mais sobre o trabalho de Tietta Pivatto nos blogs:www.bonitobirdwatching.blogspot.com e www.photoinnatura.com

Até a próxima semana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>