Curso de bioconstrução em Bonito encerra inscrições na sexta



O curso “Construindo com Bambu 2008″, que será ministrado por uma das maiores autoridades em bioconstrução no mundo – o arquiteto paraguaio Guillermo Gayo – encerra suas inscrições nesta sexta-feira (10.10). No entanto, esta data limite pode ser antecipada caso o número máximo de participantes (25) venha a ser atingido. A limitação existe para reduzir a grau mínimo o impacto da atividade no meio ambiente. O curso terá início na próxima quarta-feira (15.10) e encerramento previsto para o sábado (18.10) com atividades na cidade e no Ecoparque La Paloma, uma propriedade rural distante sete quilômetros da área urbana de Bonito, no Mato Grosso do Sul. Dentre os solicitantes de informações e de inscrição até o início desta semana estão profissionais e acadêmicos do Brasil (Campo Grande, Dourados, Rio de Janeiro e Brasília), Paraguai (Assunção) e Argentina (Córdoba).

A programação do professor Guillermo Gayo prevê aulas teóricas nas dependências do La Paloma Residence e práticas no Ecoparque, ocupado por mata nativa e banhado pelas águas transparentes do Rio Formoso. Serão 50 horas/aula e as inscrições dão direito a hospedagem e alimentação (além de usufruir das belezas do Ecoparque).

Há anos Gayo trabalha com bioconstrução sustentável através do bambu. Hoje é reconhecido em todo o mundo pela sua técnica de aproveitamento do bambu como fonte de matéria prima para móveis, super e infra-estruturas e elemento básico de utilidade para produtores rurais.

Praticamente inexplorado como recurso econômico no Paraguai, o bambu – segundo Gayo – tem um potencial extremamente grande para as atividades industrial e de construção em toda a área tropical da América do Sul, sobretudo no Brasil onde é abundante (só no Acre são 600 mil hectares nativos). Em seu país, a gramínea é conhecida genericamente como tacuara e em todo o mundo já são registrados mais de 10 mil subprodutos derivados.

Dentre os objetivos do curso “Construindo com Bambu 2008″, está a difusão e propagação de uma filosofia de vida de aliança com o natural e o simples, resgatando a intimidade entre morador e moradia. Também visa a conservação da natureza ao mesmo tempo em que aproveita os recursos naturais regionais, além de propor formas e soluções alternativas de construção propagando este conhecimento aos profissionais da área.

A organização e realização do curso são do Grupo Maná. As inscrições dão direito a hospedagem (para participantes residentes fora de Bonito), alimentação (três refeições diárias), transporte (hotel-Ecoparque-hotel), curso e certificado além de material e ferramentas. Mais informações podem ser obtidas pelos e-mails: mo.mita@hotmail.com e lapaloma@lapaloma.com.br.

Fonte: MS Notícias

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>