Ecoturismo atrai viajantes para Bonito (MS)

Tem gente que gosta de trazer muitos presentes das viagens que faz pelo mundo. Outros querem simplesmente se orgulhar por um trabalho de preservação ambiental no local visitado.

O segundo caso, que alia ecoturismo, voluntariado e aprendizado de inglês no Exterior, está aumentando no Brasil.

A informação é de Ana Flora Bestetti, gestora da Central de Intercâmbio de Porto Alegre. “Antes, tínhamos programas nessa área apenas na África do Sul. Hoje, devido à procura, oferecemos também na Índia, no Peru e na Namíbia”, diz.

Alguns gaúchos já tiveram a oportunidade de cuidar de filhotes de tigres, por exemplo, em uma organização não governamental (ONG) fora do país. Segundo Ana, o perfil do público que busca a alternativa é bem específico. “São pessoas que já têm a preocupação com a natureza na personalidade. No início, pensávamos que apenas veterinários ou biólogos se interessariam. Ao contrário disso, são universitários ou quem tem seus 30 e poucos anos que faz alguma atividade parecida no Brasil” explica.

Para fugir do agito urbano, nem é preciso ir tão longe. Aqueles que não podem investir tanto e não pretendem fazer trabalho voluntário, mas gostam de estar em contato com a natureza durante as férias, têm a opção de conhecer Bonito, no Mato Grosso do Sul.

O destino é um dos mais procurados. A guia turística Rosângela Ribeiro atua na cidade há nove anos. Para ela, não tem outro lugar igual no mundo. “Amo a natureza, a água, os pássaros, os peixes, a mata. Cada vez que deparo com tanta beleza natural, minhas energias se renovam. Faço de tudo para que os turistas aproveitem ao máximo cada minuto. Bonito é o paraíso na Terra” orgulha-se.

Um dos cartões-postais de Bonito, a Gruta do Lago Azul, é o principal passeio da cidade. Como medida de preservação, os grupos de visitantes são reduzidos em alguns recantos. Todos os cuidados para que os recursos não se esgotem são tomados.

“Não são permitidos protetor solar e repelente na pele nos mergulhos, para que não comprometam a saúde da água da nascente” diz Rosângela.

O turismo sustentável está sendo levado tão a sério que, no mês passado, o Conselho Mundial de Turismo e Viagens (WTTC) premiou, em Santa Catarina, as iniciativas mais verdes.

A lista de vencedores está disponível no site www.tourismfortomorrow.com

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>