Ecoturismo têm crescimento maior que o turismo segundo OMT

Nesses últimos anos, o Ecoturismo vem crescendo aceleradamente, por conta do aumento a procura por esse tipo de turismo, que oferece interação entre o visitante e a natureza sem agressão ambiental, a divulgação por meio de publicações, programas de TV, de órgãos ligados ao assunto etc. Segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT), enquanto o turismo cresce 7,5% ao ano, o ecoturismo dá um salto e cresce mais de 20%.

Há muitas hipóteses para tentar explicar o motivo de tanto interesse por parte das pessoas que buscam com frequência esse tipo de atividade. Entre as hipóteses, as mais comuns são a preocupação com o meio ambiente, maior conscientização ecológica e uma maneira de fugir da rotina e do estresse dos grandes centros urbanos.

Estima-se que mais de um milhão de pessoas no Brasil busquem e pratiquem o ecoturismo, que empregara milhares de pessoas, por meio de, 10 mil empresas e instituições privadas.

Para que uma atividade se encaixe e seja classificada como ecoturismo, são necessárias quatro condições básicas:
1) respeito às comunidades locais;
2) envolvimento econômico efetivo da comunidade local; 
3) respeito às condições naturais e
4) conservação do meio ambiente e interação educacional (educação ambiental aos visitantes, que eles adotem ações e atitudes sustentáveis para a suas vidas com o que aprenderam em sua visita, gerando consciência para a preservação da natureza e dos patrimônios histórico, cultural e étnico). 

O caminho ideal para o ecoturismo é o que se chama de desenvolvimento sustentável e respeito à natureza. Este conceito é a ponte de integração da comunidade local com atividades que possam promover a conservação e o uso sustentável dos recursos naturais e culturais.

Com informação: Revista Ecoturismo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>