Educação Ambiental da PMA atende mais de 20 mil alunos em MS

O Núcleo de Educação Ambiental da Polícia Militar Ambiental (PMA) atendeu este ano o total de 21.803 alunos da Rede Estadual, Municipal e Particular de Ensino da Capital e do interior do Estado. Existente desde 1992 em todo Mato Grosso do Sul, o projeto de Educação Ambiental é considerado o carro-chefe de atuação da PMA e se torna prioridade para que haja a diminuição de infrações ambientais em todos os municípios do Estado.

“Atingimos a média que a PMA atende todo ano que está sempre entre 20 e 25 mil alunos. Estamos satisfeitos com o trabalho que é reconhecido tanto pelos alunos, quanto para os professores, que depois das palestras começam a elaborar mais projetos de Educação Ambiental”, avalia o coordenador do núcleo de Educação Ambiental da PMA, capitão Ednilson Queiroz.

O trabalho de Educação Ambiental realiza palestras além de oficinas educativas para crianças e adolescentes visando à conscientização das próximas gerações. Além das escolas de Campo Grande, no interior o projeto atendeu este ano escolas dos municípios de Camapuã, Jardim, Cassilândia, Costa Rica, Dois Irmãos do Buriti, Ribas do Rio Pardo e Coxim.

Fazendo parte do cronograma de Educação Ambiental, o núcleo prepara oficinas e atividades principalmente para a Semana do Meio Ambiente em junho, Semana da Árvore em setembro e Semana da Polícia Militar Ambiental em março. “Este ano, a PMA realizou palestras e oficinas para 2.860 alunos de Campo Grande e Ribas do Rio Pardo, entre outros municípios”, afirma o capitão. Só no município de Cassilândia na Semana da Água foram atendidos mais de 2 mil alunos.

De acordo com o coordenador do núcleo, o trabalho preventivo de educação ambiental se torna essencial para a diminuição de infrações ambientais no futuro. “Esperamos sempre aumentar o atendimento com esse trabalho educacional com jovens e adultos, pois há a chance de diminuição das infrações ambientais no futuro”, conclui o coordenador.

Histórico

Criado há 18 anos, o Núcleo de Educação Ambiental se limitava apenas a realizar palestras esporadicamente, além de produzir banners e fotografias com informações sobre legislações ambientais. A partir de 1998, a Polícia Militar Ambiental começou a desenvolver palestras em todos municípios onde está fixada uma unidade da Polícia Ambiental.

As palestras nas escolas são realizadas de uma forma bem descontraída. Um policial biólogo utiliza a atenção despertada pelos alunos com a exposição de animais empalhados para abordar temas como: fauna, tráfico de animais silvestres e educação ambiental.

Além de palestras e oficinas nas escolas estaduais municipais e particulares, o Núcleo Ambiental trabalha com exposições e oficinas de taxiderma em universidades. Outro projeto elaborado pela Polícia Ambiental é o Projeto Florestinha. 

Informações MS Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>