Embrapa Pantanal recebe equipe do Ministério da Pesca e Aquicultura

A Embrapa Pantanal recebeu recentemente a visita de dois representantes do Ministério da Pesca e Aquicultura: o Superintendente Federal do Mato Grosso do Sul, Paulo Roberto da Silva e o Chefe do Setor de Programas e Projetos, Adilson Nascimento. Os representantes foram recebidos pelo Chefe-Geral da Unidade, José Aníbal Comastri Filho e participaram de uma reunião juntamente com o Chefe de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, Thierry Tomich, e o pesquisador Agostinho Catella. 

A visita teve como principalVi (Corumbá-MS), além de propor a formalização de um termo de cooperação entre as instituições. Durante conversa com os pesquisadores, o apoio oferecido pelo Ministério às pesquisas desenvolvidas pela Unidade foi renovado para o ano de 2010.

Atualmente, projetos como a Rede Aquabrasil, que tem como principal objetivo desenvolver tecnologias inovadoras para a promoção de um salto tecnológico capaz de promover a sustentabilidade da aqüicultura brasileira, são financiados pelo Ministério da Pesca. Outro projeto de pesquisa que recebe apoio do órgão é a Unidade demonstrativa de Produção de Cacharas em tanque rede no Pantanal, que estuda a viabilidade da produção de pescado nos rios do Pantanal.

Durante a reunião foram discutidas, também, as próximas ações destes e de outros projetos em andamento, como é o caso da Política Territorial da Pesca e Aqüicultura, que visa diminuir as desigualdades sociais junto as comunidades de pescadores, aumentando as cadeias produtivas da pesca e a gestão sustentável dos recursos pesqueiros, por meio de políticas públicas e investimentos em pesquisa.

A Nova Lei de Pesca de Mato Grosso do Sul, aprovada e sancionada em abril, também foi tema de discussão durante a visita. Segundo o Superintendente a atuação da Embrapa Pantanal foi decisiva para o esclarecimento, junto aos deputados, sobre a importância da aprovação de uma lei que defenda o uso plural dos recursos pesqueiros: “Estudos realizados neste sentido pela Embrapa foram fundamentais na elaboração e argumentação da necessidade de uma lei especifica regulamentadora da atividade”, completou o Superintendente.

Com informações Embrapa Pantanal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>