Estudo ajuda a entender fauna e flora de região turística em Jardim

Através de um série de estudos realizados na Lagoa Misteriosa, em Jardim/MS, pesquisadores levantam dadps sobre fauna e flora da área viabilizando um Plano de Manejo da região que visa explorar o entorno sem agressão ao meio ambiente.
Um dos estudos em andamento na Lagoa Misteriosa é coordenado pelo professor Willian Marcos da Silva da Universidade Federal. Mensalmente, são coletadas amostras de água da lagoa as quais são levadas para análise em laboratório bem como a coleta de fitoplâncton (organismos aquáticos microscópicos que realizam fotossíntese e que vivem dispersos flutuando na coluna de água) e zooplâncton (organismos aquáticos, geralmente microscópicos que flutuam em ambientes aquáticos e se alimentam de fitoplâncton) os quais desempenham um importante papel na cadeia alimentar dos ecossistemas aquáticos, uma vez que servem de alimentação a outros organismos. Estes microorganismos podem ser utilizados como bioindicadores das condições ambientais da região, o que mostra a importância da pesquisa para o melhor aproveitamento e conservação da natureza local. Através dos estudos será possível estender o número de meses com água cristalina na Lagoa, incrementando as atividades de ecoturismo da região sem agressão ao meio ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>