Ministro apresenta propostas de alteração no Código Florestal

O ministro Carlos Minc (Meio Ambiente) apresentou nesta quinta-feira (5) propostas de alterações do Código Florestal, que deverão ser analisadas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em reunião na próxima segunda-feira (9).

Entre as propostas, está a facilitação da chamada averbação da reserva legal para a agricultura familiar, que passaria a ser feita por georreferenciamento pelo órgão ambiental responsável a partir de um desenho da propriedade rural entregue pelo próprio agricultor.

Até agora, os agricultores tinham que apresentar documentos já com as coordenadas da reserva legal em suas propriedades, o que era muito caro para a maioria dos pequenos agricultores.

Outra proposta é permitir a manutenção de culturas já existentes de maçã, uva e café em encostas. Não serão permitidas, porém, novas plantações.

O ministério quer ainda que grandes agricultores que desmataram a reserva legal possam comprar cotas de reserva legal de pequenos agricultores que tiverem preservado áreas acima das determinadas por lei.

“Dessa maneira, ninguém é obrigado a parar de produzir em uma área para manutenção da reserva legal, bastando comprar uma cota de quem preservou”, afirma o documento divulgado pelo ministério.

Acordo – De acordo com o ministro Minc, vários desses pontos já foram acordados com representantes da agricultura familiar e dos grandes agricultores. “Há entendimento em muita coisa e a gente quer que tenha mais ainda. Sem entendimento, não há resolução nem no meio ambiente nem na produção”, afirmou.

Fonte: Folha Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>