O Festival de Inverno e a transparência nas águas

Ir à Bonito-Serra da Bodoquena/MS, visitar seus pontos turísticos e deslumbrar-se com o ambiente, em especial o meio aquático, é sem dúvida alguma uma experiência inesquecível a qualquer época do ano.

Mas essa total ou quase total transparência nas suas águas ocorre continuadamente? NÃO, seria a resposta.

Então: – qual a melhor época para visitar Bonito/MS e ter-se a oportunidade de flutuar nas águas totalmente transparentes?

A princípio, em qualquer época do ano, porém existem épocas que a transparência é maior, atingindo seu clímax, como por exemplo, nos períodos mais frios do ano.

Isso mesmo, embora não muito notado pelos turistas ou mesmo pelos seus habituais, (pois a região apresenta curtíssimos períodos de temperatura mais baixa), o clima local influi sobre maneira nessa notável característica.

As águas a qual falamos são aquelas que apresentam alta dureza e alcalinidade, normalmente transparentes, mas que se turvam e até ficam esbranquiçadas ou mesmo formando frágil filme flutuante e quebradiço na sua superfície. Um exemplo clássico e de fácil observação é aquele que ao aquecer a água num fogareiro ou fogão, na parte interna da parede do recipiente, formar-se um esbranquiçado. A água tornar-se quase branca como o leite, fenômeno conhecido como leite de água ou de pedra.

Um outro exemplo é a presença de nebulosidade na camada d`água mais superficial de um lago ou sistema aquático, logo quando exposto a raios solares, portanto ao se elevar à temperatura da água mais superficial.

Isso mesmo, temperatura maior significa menor transparência nessas águas ricas de cálcio e magnésio. Mas como isso se dá?
Simples. Trata-se do processo normal, natural e conseqüente em um sistema aquático com certas característica.

Entendendo-se como sistema a porção líquida (d`água) contida em uma cavidade natural ou não, podendo estar um lago, lagoa, buraco, depressão, caixa d` água, chaleira ou até num copo com água. É a conseqüência ou resultado simples da alteração da temperatura dessa massa líquida, que anteriormente em equilíbrio de energia se apresentava transparente.

Isso advém da troca de energia, ou de calor com o ambiente externo, o que se convencionou chamar de temperatura ambiente. Entenda-se como ambiente o conjunto de sistemas em um mesmo meio.

Água com maior presença de sais, em especial, no nosso caso, certas águas da Bodoquena/MS, com seus carbonatos de cálcio e de magnésio, quando em temperatura equilibrada com o ambiente que o cerca, mantêm os solutos totalmente dissolvidos, ou melhor, mantêm os sais totalmente dissolvidos na massa líquida.

Porém quando da quebra desse equilíbrio, por alteração ou diferenças de temperaturas entre os sistemas, no caso o sistema aquático representado pelo líquido (água) e o sistema físico que a contenha, e o sistema gasoso que o envolve, têm-se  aparecimento de nebulosidades, de glumeros, de filmes e até deposições resultantes da concentração do soluto (carbonatos de cálcio/magnésio), o sal anteriormente dissolvido.

Tal fenômeno é resultante primeiro da presença dos bicarbonatos, estes bem mais solúveis, enquanto em temperatura menor, sendo transformados em carbonatos insolúveis, flutuantes e dispersos, (livres sobrenadantes por assim dizer), na massa d`água, pela disposição do calor à massa ou camada d`água.

# As formas carbonatadas são mais facilmente instáveis, sob influência das variações físicas, (climáticas, de energia, de calor).
Só quando da diminuição na temperatura ambiente, perda de calor, é que ocorrerá o retorno à forma de bicarbonatos solúveis, tendo-se na massa d`água sua anterior.

Então, voltando à pergunta feita no início dessa matéria. Qual a melhor época para visitar Bonito/Ms e ter-se a oportunidade de flutuar, com suas águas totalmente transparentes?

Resposta: – pelas belezas naturais, tanto faz. Ou melhor, a qualquer época. Mas se quiser desfrutar de uma super e mais contínua transparência nas suas águas, tem que ser em épocas de menor temperatura ambiente.

Pessoal. Feliz Festival de Inverno, em Bonito/MS.

Fonte: Helcias Pádua

* Relatório Preliminar 2001/02 – Águas com dureza e alcalinidade elevada – Região de Bonito/MS – Parte 1 – Helcias Bernardo de Pádua – helciaspadua@yahoo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *