Pantanal MS – Técnica permite ampliar rentabilidade da pecuária

A implementação da técnica do pastejo rotacionado (ou rotativo) em pastagens nativas do Pantanal pode ser uma solução para aumentar a rentabilidade da pecuária na planície sem necessidade de intensificação. Quem defende a idéia é a WCS-Brasil (Associação Conservação da Vida Silvestre), uma Organização Não-Governamental que atua no Pantanal e no seu planalto. A ONG é parceira da Embrapa Pantanal em pesquisas sobre pecuária sustentável e no projeto de comunicação “Construção da Imagem da Pecuária Sustentável do Pantanal”.

Este projeto busca transferir tecnologias para aumentar a rentabilidade da pecuária e, ao mesmo tempo, conservar a vegetação e fauna nativa. A prática do pastejo rotacionado, amplamente recomendada e ecologicamente correta, tem o potencial de aumentar a produção do pasto, a produtividade do gado e a saúde do rebanho, ao mesmo tempo, reduzindo as pressões nos recursos naturais.

Segundo Alexine Keuroghlian, representante da ONG em Campo Grande (MS), o Pantanal vem sendo ameaçado por mudanças insustentáveis nas práticas de pecuária, principalmente relacionadas ao desmatamento, à substituição de vegetação nativa por pasto exótico e a queimadas sem controle. “As práticas pecuárias tradicionais de baixo impacto no Pantanal são realizadas há mais de 200 anos, porém, mudanças recentes ameaçam o equilíbrio histórico entre a pecuária e vida silvestre do Pantanal”, disse ela. “Com a promessa de obter lucros ao curto prazo, e a necessidade de aumentar o rebanho em propriedades atualmente menores, muitos pecuaristas estão substituindo a diversidade encontrada nos pastos e matas nativas por uma monocultura de capim de origem africana” completa Alexine.

Veja a reportagem na íntegra no Portal da Embrapa Pantanal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>