Poesia de Manoel de Barros inspira espetáculo

A poesia de Manoel de Barros é a inspiração dos diretores Adriano e Fernando Guimarães, de Brasília (DF), no espetáculo Nada, que estreia no dia 24 de maio, no Oi Futuro do Flamengo.

Na peça, uma família do interior comemora o aniversário de 80 anos do avô (Lafayette Galvão). Em volta dele, estão Lourival, o pai acolhedor (Adriano Garib); Maria Olga, a mãe, responsável pela ordem da casa (Miwa Yanagisawa); Adaíla, a tia (Liliane Rovaris), de ar aéreo e sofrendo de falta de memória; Tereza, a doce sobrinha órfã (Camila Márdila); e Cícero (Rodrigo Lélis), um tipo simplório que serve à família. No meio da festa, chega Ana, a filha (Marília Simões), que retorna à casa depois de sete anos de ausência, usando um vestido de noiva.

Em clima de bate papo em família, histórias, versos e chistes extraídos da obra de Manoel de Barros vêm à tona, em meio a causos e tiradas evocados e selecionados durante o processo de ensaios. O Manoel de Exercícios de Ser Criança, Poemas Rupestres e Livro de Pré-Coisas se funde com fragmentos de outros trabalhos do autor, e com a invenção memorialista da cena, enquanto são servidos bolos, sucos, cafezinhos e pães de queijo para os espectadores, durante hora e meia que dura a festa.

Dirigido em parceria com Miwa Yanagizawa (da Cia Teatro Autônomo), a peça teve sua dramaturgia elaborada por Emanuel Aragão e os irmãos Guimarães, ao longo de três meses e meio de ensaios.

Informações MS Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>