Ponto de Cultura Sapicuá Pantaneiro inicia suas atividades

A partir de segunda-feira (11), começam as oficinas do Ponto de Cultura Sapicuá Pantaneiro, em Aquidauana (MS). Jovens e adultos terão a oportunidade de se inscrever nas seguintes atividades: informática básica, produção de mídia digital, produção e elaboração de vídeos, além das oficinas de artesanato.

De acordo com a turismóloga Caroline Urt, colaboradora do Projeto o objetivo das oficinas é “a capacitação da população para contribuir na difusão da cultura pantaneira e geração de renda para os artesões locais”.

As oficinas são desenvolvidas dentro de uma metodologia diferenciada que atende as necessidades locais: valoriza a  história, a conservação da natureza e o  aproveitamento da matéria prima existente no Pantanal, contribuindo para o desenvolvimento sustentável e integrado ao turismo, a cultura e ao meio ambiente.

O artesanato será contemplado com a oficinas de confecção de bruacas (artefato pantaneiro), tear, faixas pantaneiras. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (67) 9912.8920.

Assista o vídeo e conheça mais sobre o Projeto: http://www.youtube.com/watch?v=ednSIe_NekA

No dia 18 de julho será inaugurada a sede oficial do Projeto Sapicuá Pantaneiro. Mais informações em breve!

Projeto Sapicuá

Sapicuá: Palavra de origem indígena  guarani “hapiku`a, saco grosseiro de viajante

O Projeto Sapicuá Pantaneiro atua no Pantanal Sul mato-grossense. Realiza suas atividades através de oficinas de arte-educação, educação ambiental, e inclusão produtiva. Iniciou em 2003 com o apoio do Instituto Junia Rabello ao abrir seu primeiro edital, cujo objetivo era apoiar novas iniciativas, com este aporte financeiro à primeira etapa foi realizada, sendo esta  pesquisa de campo e construção de uma proposta capaz de atender a comunidade, aquisição de materiais básicos e a realização de algumas oficinas,  e em 2004 por meio do Fundo de Investimentos Culturais de MS foi possível finalizar a primeira etapa aprimorando as oficinas da Faixa-Paraguaia ( Faixa que o pantaneiro coloca na cintura para dar sustentação a coluna em suas longas cavalgadas).

A segunda etapa, o aporte financeiro veio por meio da Lei de Incentivo a Cultura Lei Rouanet  com o patrocínio da Companhia Siderúrgica Nacional-CSN. Como resultado, o projeto ampliou suas ações atendendo cerca de 500 pessoas,  realizou palestras em Universidades e Congressos e capacitação para professores da rede e voluntários, também, com o apoio do WWF- Brasil foi editado o livro Manual das Oficinas do Projeto Sapicuá Pantaneiro, distribuído gratuitamente à comunidade Pantaneira e as Escolas Estaduais de MS.  As oficinas de artesanato e as ações educativas foram  realizadas nos Núcleos da Escola Pantaneira,   beneficiando as famílias moradoras  das Fazendas do entorno, percorreu mais de  20 mil  quilômetros em estradas pantaneiras,  levando a técnica tradicional, repassada de pai para filho.

(Informações Projeto Sapicuá Pantaneiro)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>