Produtor rural é homenageado por membro do MNP

O produtor rural,  articulista e palestrante sobre assuntos ligados ao agronegócio e conflitos agrários, João Bosco Leal recebeu no último dia 10, uma homeagem prestada por Abílio Leite de Barros,  conselheiro fiscal do Movimento Nacional de Produtores – MNP, de Mato Grosso do Sul, em um blog na internet.

Abílio faz um breve relato sobre a determinação, a liderança entre outras qualidades do produtor, quando este exerceu o cargo de Presidente do MNP.

Veja abaixo a homenagem publicada no blog de João Bosco Leal:

Louvação a um grande líder

A liderança não é um presente do acaso, nem doação divina. É uma conquista. Só uns poucos de nós conseguem os louros dessa distinção. Qualidades, muitas, são indispensáveis. Não saberei dizer todas, mas algumas me ocorrem de maneira espontânea quando penso neste amigo – João Bosco Leal – a quem quero prestar homenagem nesta louvação.

Certa vez ele me procurou para compor uma chapa do MNP como vice – presidente. Disse a ele, e era verdade, que me faltavam algumas qualidades para o cargo e pensei em não aceitar. Mas, chegou-me à informação de que ele estava tendo dificuldade em preencher os cargos e, pelos motivos alegados, decidi, de imediato, dar o meu nome. Os motivos alegados, nem sempre declarados, eram o temor do MST. Ninguém queria ser vitrine, pois os membros da diretoria daquele órgão poderiam ter a preferência na agressão daqueles bandidos rurais.

O destemor parece- me a qualidade mais marcante daquele grande líder. Nunca baixou voz, nem nunca fugiu ao enfrentamento, seja na luta contra a baderna do MST, seja na constante luta com os governos, pela indiferença e às vezes calculada adesão aos criminosos movimentos ditos sociais. Nunca faltou tempo ao nosso líder, nunca esteve ausente às grandes lutas e decisões da classe. E aqui quero lembrar outra qualidade que bem definiu: a sua extraordinária e insuperável capacidade de trabalho.

Lembro afinal que o seu destemor e capacidade de trabalho estavam dirigidos pela sua inteligência   que, quando melhor o conheci, passei a admirar ela rápida e lúcida percepção das situações e não menos rápida capacidade de raciocínio e argumentação. Como presidente não tinha defeitos? Todos temos, mas um há que chamava atenção pela contundência: era a sua agressividade. Seria defeito? Vejo muito claramente que era mais uma qualidade, pois ele não era um pastor de ovelhas, mas sim nosso escudo contra a estupidez. Obrigado presidente João Bosco Leal.

Abílio Leite de Barros

Por Carla Layane

Com informações  do Blog do João Bosco Leal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>