Qualificação das empresas de ecoturismo e turismo de aventura

O Brasil oferece mais de 20 modalidades de aventura. Entre elas, cachoeirismo, cavalgada, rafting, escalada, mergulho, caminhada, arvorismo, asa delta e kite surf. São muitas atividades e estilos, mas antes de escolher uma, observe se o prestador de serviços segue as normas técnicas do Turismo de Aventura.

Há quatro anos, o Ministério do Turismo (MTur), em parceria com a Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta) e o Sebrae Nacional, promove o Programa Aventura Segura. O objetivo é qualificar empresas e profissionais de Ecoturismo e Turismo de Aventura, implementando práticas de gestão de segurança para o fortalecimento dos segmentos e, principalmente, prevenir acidentes.

Um dos principais resultados do programa é a publicação de 24 normas técnicas criadas e publicadas no âmbito da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Atualmente, cerca de 170 empresas estão implementando as normas. O Aventura Segura já capacitou mais de 4,8 mil pessoas em 16 destinos turísticos de 13 estados brasileiros, e envolveu mais de 100 municípios em suas ações.

O coordenador de Qualificação e Certificação do MTur, Luciano Paixão, diz que além da certificação das empresas o programa também procurar mobilizar os consumidores desse tipo de serviço para que  ajam de maneira consciente nos ambientes naturais e possam relaxar durante o passeio. “A procura pelas atividades na natureza cresce a cada dia. O Brasil é repleto desses cenários, mas tudo deve ser feito com segurança. Por isso, criamos a Campanha do Consumo Consciente que orienta o turista para a prática dessas atividades”, afirma.

Mandamentos do turista de aventura consciente:

1) Peça referências, confira se a empresa que oferece o serviço está formalizada e se tem alvará de funcionamento.

2) Verifique se a empresa oferece seguro que cubra atividades de aventura e natureza.

3) Verifique se a empresa conhece e aplica as normas técnicas brasileiras para a atividade que oferece. Pergunte à empresa se ela tem um Sistema de Gestão da Segurança implementado, conforme a norma.

4) Os equipamentos devem estar em boas condições de uso.

5) Lembre-se: sempre que tirar os pés do chão esteja de capacete e sempre que entrar na água esteja de colete.

6) Aja de acordo com as regras ambientais em sua aventura: não faça fogo, não contamine o rio e ande sempre por trilhas demarcadas. Produza pouco lixo e traga-o de volta.

7) Confira o estado do estojo de primeiros socorros que a empresa está levando e tenha na sua mochila seus remédios específicos.

8) Seja responsável, conheça e respeite seus limites.

9) Hidrate-se, alimente-se e mantenha-se aquecido. A melhor pessoa para cuidar de você é você mesmo!

10) Conheça o Programa Aventura Segura e descubra o nosso País de um jeito novo! Busque empresas aderidas ao Aventura Segura nos destinos. Pratique Turismo de Aventura com consciência.

Para mais informações sobre o programa e as empresas que possuem o Sistema de Gestão da Segurança, entre em contato com a Abeta pelo número (31) 3261- 5707 ou pelo e-mail info@abeta.com.br.

Fonte: Mtur

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>