Quando visitar Bonito? Descubra a melhor época para conhecer o destino

Uma dúvida muito comum dos turistas ao planejar visitar um destino ecoturístico como Bonito é qual a época mais apropriada. O clima é um fator que pode intervir desfavoravelmente nos passeios, já que o contato com a natureza é direto e algumas condições, como o frio e chuva, podem desfavorecer a paisagem ou atrapalhar aventuras como trilha, rapel, flutuação ou passeio a cavalo.

 

Para o turista que não possui férias planejadas, saiba que Bonito pode ser visitado durante todo ano, basta saber adaptar os passeios e tirar proveito do que está sendo oferecido!

 

Durante os meses de verão, considerados de alta temporada, os visitantes podem aproveitar o calor e desfrutar das águas do Balneário do Sol, das cachoeiras da Estância Mimosa, da Praia da Figueira, percorrer as trilhas no Recanto Ecológico Rio da Prata e fazer um passeio de bote no Rio Formoso. Nesse período, quando chove bastante, a vegetação está verde e os animais são visitas constantes, uma vez que têm alimento de sobra. Outro ponto é o nível dos rios que está alto e as cachoeiras caudalosas. Além das águas cristalinas e do turismo sustentável, Bonito é ideal para passar as festas de final de ano ou ainda o Carnaval, que traz foliões dos mais variados lugares.


É durante a temporada de outono e inverno que a Lagoa Misteriosa é reaberta. O processo de proliferação das algas, comum entre outubro e abril, faz com que a lagoa crie um aspecto esverdeado, impedindo a visibilidade, logo a atividade é suspensa. As opções de atividades ficam entre a flutuação e o mergulho, e as roupas são adequadas mesmo para os dias mais frios. Outro atrativo na época é o tradicional Festival de Inverno de Bonito, que acontece todo ano na última semana de julho, trazendo apresentações culturais, shows com artistas nacionais e regionais, palestras, oficinas e seminários.


Para fechar o ciclo, os amantes do birdwatching devem visitar a cidade na primavera. Esse período é escolhido pela maior parte das espécies para a reprodução, já que os machos precisam garantir um território e também os filhotes. Para isso, ficam mais agressivos com invasores, cantam com mais freqüência e intensidade para demarcar seus limites. É possível observar disputas entre dois ou mais machos por uma fêmea, ou ainda disputas entre dois casais para garantir um bom local para ninho. Além disso, algumas espécies deixam o outono e o inverno do Hemisfério Norte para se reproduzir por aqui, no agradável clima tropical.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>