Suas Perspectivas para 2011

A virada de ano é uma época em que as pessoas costumam revisar suas metas pessoais e definir novas resoluções e objetivos para o novo ano. Nas últimas semanas tenho conversado com uma série de pessoas sobre como tinham se saído em relação às suas resoluções para o ano 2010. Fiquei impressionado com o quanto se está deixando de atingir metas pessoais.

Muitas das pessoas com quem conversei são bem sucedidas profissionalmente, várias delas são responsáveis ou tem grande influência em planos estratégicos de organizações, os quais compreendem uma série de objetivos, metas e planos de trabalho. Esses cronogramas organizacionais, quando questiono, normalmente acontecem com rigorosidade, várias metas foram extrapoladas e revisadas para cima e uma grande energia foi dedicada em termos de planejamento, execução, monitoramento e ajustes para que as empresas corressem nos trilhos do sucesso.

Então me pergunto o que está acontecendo com uma quantidade considerável das pessoas, e quais os efeitos disso? Por que muitos profissionais não estão conseguindo dedicar a devida energia para metas relacionadas a coisas importantes como: qualidade de vida, família, religiosidade, cuidados com o corpo, cuidados com a mente, finanças pessoais, hobbies, etc.. Creio que tenha chegado ao extremo da abdicação pessoal quando encontrei um amigo que disse que a maior parte dos finais de semana passava dormindo, de tão cansado da longa jornada de trabalho que empenhava durante a semana. Isso me fez lembrar do filme Matrix, o qual aliás vale a pena ser visto sob essa perspectiva.

Lógico que o exemplo que cito é de um dos extremos; no outro lado da corda encontro pessoas que estão conseguindo equilibrar suas vidas pessoais e profissionais tanto na vida presente quanto na construção de projetos e execução de planos. Dessas pessoas repasso aqui algumas dicas simples para que as metas pessoais não percam prioridade durante o ano:

– Avalie os resultados das resoluções de 2010 e identifique o que aconteceu onde não deu certo.
– Tenha suas resoluções para 2011 por escrito. Dedique um tempo para escrevê-las.
– Coloque metas mensuráveis sempre que possível. Por exemplo: para o objetivo de melhorar seu condicionamento físico, coloque uma meta do peso que você deverá atingir até o final do ano e/ou algum outro indicador que reflita o que é importante para você nesse item. 
– Escreva as ações que você empreenderá para alcançar sua meta, não esqueça de definir a frequência: Nutricionista uma vez por trimestre, corrida 2 vezes por semana, por exemplo.
– Lembre-se de que é possível que você precise dedicar uma energia crescente no decorrer do ano até chegar ao ponto que deseja. Dessa forma você poderá ir se adaptando com os novos hábitos. 
– Do seu plano anual sairá um cronograma semanal. A continuidade de qualquer viagem depende do próximo passo. Cole seu plano semanal (ou mensal) num lugar onde possa visualizar diariamente (eu pessoalmente gosto de usar a porta do meu guarda-roupa).
– Monitore e registre o andamento do seu plano para dar subsídios para uma avaliação.
– Avalie e ajuste. Algumas das metas você pode avaliar semanalmente, outras mensalmente, mas não deixe passar mais de um mês sem que você reveja seus planos pessoais e faça os ajustes necessários.

É possível que uma (ou mais) quebra de paradigma esteja envolvida nesse processo, mas não tenho duvida de que adquirir ou manter o hábito de cultivar uma vida rica e produtiva, também fora do ambiente de trabalho, a médio e a longo prazo fará de você uma pessoa, e também um profissional de mais valor.

Não conheço exemplos de que o desenvolvimento da consciência, e a consequente ampliação da visão de vida, tenham feito mal a uma pessoa ou  àquelas de bem que a cercam.

Tenha um próspero 2011!!

Por Daniel Spinelli – Consultor de desenvolvimento humano e diretor da PS Treinamento Empresarial. Informações pelo e-mail:
daniel@pstreinamentoempresarial.com.br /  www.pstreinamentoempresarial.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>