Turismo para a conservação de recursos hídricos: o caso de Bonito (MS)

Por Cleber Alho, José Sabino e Luciana Paes de Andrade

O uso racional de rios para o turismo requer um balanço preciso entre utilização e conservação. O uso efetivo de rios na região de Bonito para turismo e recreação depende primeiro do retorno econômico do negócio, em comparação com as atividades da pecuária tradicional e mineração de calcário. Um plano de manejo adequado deve ser elaborado para cada atrativo, assim como sua implementação plena, incluindo atividades de monitoramento, visando alcançar o uso sustentável do hábitat aquático e da biodiversidade a ele associada.

Fonte: Projeto Peixes de Bonito

Vide texto completo para baixar no icone no topo da matéria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *